O preço do metro quadrado para venda volta a subir em Curitiba e acumula alta de 8,6% em um ano



O preço do metro quadrado para venda volta a subir em Curitiba e acumula alta de 8,6% em um ano. É o que aponta relatório mensal da plataforma Imovelweb que estima o valor médio na capital paranaense em R$ 7.265/m², ou seja, para comprar um imóvel padrão de 65 m² com dois quartos e uma vaga de garagem é preciso desembolsar R$ 449 mil.


O preço do metro quadrado para venda volta a subir em Curitiba e acumula alta de 8,6% em um ano. É o que aponta relatório mensal da plataforma Imovelweb que estima o valor médio na capital paranaense em R$ 7.265/m², ou seja, para comprar um imóvel padrão de 65 m² com dois quartos e uma vaga de garagem é preciso desembolsar R$ 449 mil.


O relatório indica para uma alta mensal de 0,7% e pouco mais de 12% quando comparado com setembro do ano passado. O bairro onde ficam os imóveis mais caros para comprar, segundo a pesquisa, é Campina do Siqueira.


O mais barato: Campo de Santana. Quando comparado os valores de setembro de 2020 com o mesmo mês deste ano, os três bairros onde o preço do imóvel mais caiu foram Capão Raso (R$ 5.395/m², -8,5%), Novo Mundo (R$ 5.583/m², -7,9%) e Guaíra (R$ 5.006/m², -7,1%).

Já as maiores altas ocorreram no Fanny (R$ 5.513/m², +17,3%), Bacacheri (R$ 6.941/m², +18,6%) e Tingui (R$ 5.519/m², +19,6%). E não ficou apenas mais “salgado” comprar um imóvel em Curitiba, o valor do aluguel também subiu.


O preço do metro quadrado para venda volta a subir em Curitiba e acumula alta de 8,6% em um ano. É o que aponta relatório mensal da plataforma Imovelweb que estima o valor médio na capital paranaense em R$ 7.265/m², ou seja, para comprar um imóvel padrão de 65 m² com dois quartos e uma vaga de garagem é preciso desembolsar R$ 449 mil.


O relatório indica para uma alta mensal de 0,7% e pouco mais de 12% quando comparado com setembro do ano passado. O bairro onde ficam os imóveis mais caros para comprar, segundo a pesquisa, é Campina do Siqueira.

O mais barato: Campo de Santana. Quando comparado os valores de setembro de 2020 com o mesmo mês deste ano, os três bairros onde o preço do imóvel mais caiu foram Capão Raso (R$ 5.395/m², -8,5%), Novo Mundo (R$ 5.583/m², -7,9%) e Guaíra (R$ 5.006/m², -7,1%).

Já as maiores altas ocorreram no Fanny (R$ 5.513/m², +17,3%), Bacacheri (R$ 6.941/m², +18,6%) e Tingui (R$ 5.519/m², +19,6%). E não ficou apenas mais “salgado” comprar um imóvel em Curitiba, o valor do aluguel também subiu.


Conforme o relatório, o preço médio para alugar um imóvel padrão (65 m², dois quartos e vaga de garagem) é de R$ 1.480/mês, o que representa um aumento de 1% no mês e pouco mais de 7% neste ano. Nos últimos 12 meses, houve um incremento superior a 10% no preço do aluguel na cidade.


Ao longo dos últimos 12 meses, as maiores desvalorizações no preço de locação ocorreram no bairro Parolin (R$ 970/mês, -9,8%), Capão da Imbuia (R$ 1.258/mês, -8,0%) e Hugo Lange (R$ 1.850/mês, -3,8%). Paralelo a isso, nos bairros Guaíra (R$ 1.167/mês, +19,3%), Água Verde (R$ 1.412/mês, +19,8%) e Santa Cândida (R$ 1.212/mês, +20,0%) o valor subiu.

Fonte: Band News FM


#ImóveisBuyHouse